terça-feira, 16 de julho de 2013

O que e anabolizantes

Os esteróides anabolizantes são drogas relacionadas ao hormônio masculino, a Testosterona, fabricado pelos testículos. 

Seu uso médico está na reposição deste hormônio, quando o organismo estiver com deficiência do mesmo.

Além desse uso, pode aumentar a massa muscular, daí, ser procurado por pessoas que querem melhorar o físico. Esse uso estético e não médico, é prejudicial à saúde.

Os esteróides são tomados na forma de comprimidos ou injeções e seu uso em doses muito maiores do que o recomendável, é que vai trazer sérios riscos para a saúde.

As principais funções dos esteróides são:
- Fixar proteínas;
- Reter água e nitrogênio;
- Aumentar o número de glóbulos vermelhos.

Dessa forma, com o aumento de glóbulos vermelhos e massa muscular, o sangue recebe mais oxigênio, pode alterar o desempenho atlético, por isso, é considerado um doping também.
Os esteróides são substâncias que já vem sendo usadas por muitos anos.
Quando vencer era importante, atletas só se preocupavam em combater seus rivais, nunca pararam para distinguir o "natural" do "artificial".


Na antiga Grécia, muitos campeões olímpicos devem ter perdido sua glória por ter ingerido testículos de carneiro (principal origem de testosterona)

Os africanos usam plantas desde a antiguidade para afastar a fadiga e o cansaço, os noruegueses Vikings comiam fungos para para se manterem acordados e descansados para as suas batalhas e conquistas pelo alto mar.

O primeiro caso moderno documentado de doping aconteceu em 1865, com Deutch, que usava estimulantes afim de melhorar a sua performance na natação. 

No séc. XIX, de acordo com os jornalistas, os ciclistas europeus estavam se drogando com "produtos milagrosos" originados da cafeína para uma camada de cubos de açúcar, com a finalidade de acabar com a dor e a exaustão dos esportes.

Os esteróides são conhecidos desde 1935, mas menos como substância e mais como um para efeito dos andrógenos. 

A sua aplicação no esporte teria começado em 1954, com os atletas russos. 

Seu uso foi vedado pelo COI em 1976, sendo usado com mais freqüência pelos leigos.

Tipos de esteróides anabolizantes

Foram produzidos vários tipos de esteróides anabólicos pela indústria farmacêutica: Supositórios, cremes, selos de fixação na pele e sublingual, porém os mas consumidos são os: orais e os injetáveis.

Orais: Via comprimido, na sua ingestão passa pelo estômago, é absorvido pelo intestino, processado pelo fígado, então vai para a corrente sanguínea. 

Como o fígado é responsável pela destruição de qualquer corpo estranho no organismo, vários esteróides estavam sendo destruídos através de um processo chamado 17 alpha alcalinização.

A alcalinização provoca uma sobrecarga no fígado que acaba danificado por um esforço para combater algo que não consegue processar.


Injetáveis: Os esteróides injetáveis são menos nocivos do que os orais, por não passar por um processo de alcalinização. Esse tipo de esteróide passa pela corrente sanguínea via muscular, e umas das vantagens é que a base oleosa permanece na corrente sanguínea com uma longa duração, visto que o óleo demora para se dissipar no local da aplicação devido a sua viscosidade.

As desvantagens dos anabolizantes injetáveis é que são mais tóxicos para os rins e são desconfortáveis devido a sua forma de aplicação: "injetável".


Os efeitos dos esteróides no corpo:
No fígado poderão surgir tumores da mesma forma que nos rins e na próstata. 

Também pode reduzir o chamado colesterol bom o (HDL) com aumento do (LDL), um dos causadores do enfarto.

O físico aumenta, a aparência melhora, a pessoa vai "desfilar" na praia, mas sua saúde está definhando.

Com a desinformação sobre os riscos e o desejo de desenvolver o corpo rapidamente, o usuário acaba combinando vários tipos de esteróides, às vezes, em doses cavalares.

Usado nos esportes, é considerado doping e, por isso, vários atletas já foram desclassificados em campeonatos ou olimpíadas.

Anabolizantes minam organismo e alteram personalidade
Os esteróides anabolizantes, usados por atletas para alavancar sua atuação, enfraquecem usuário contra infecções e o câncer, alerta uma pesquisa realizada na Austrália. 

De acordo com os especialistas envolvidos nos estudos, mesmo o uso de doses 50 vezes mais baixas do que as usadas por certos esportistas, as drogas prejudicavam o sistema imunológico.

Os voluntários estudados na Universidade Southern Cross admitiram ter sofrido alterações de personalidade. A afirmação pode esclarecer a agressividade de muitos usuários de esteróides.

Através de um projeto encomendado pela revista "New Scientist" e pelo canal de TV britânico Channel 4, um grupo de 24 atletas de vários países concordou em tomar esteróides anabolizantes por seis semanas. 

Para verificar alterações de desempenho, eles fizeram uma série de atividades esportivas.

Divididos em dois grupos, o primeiro recebeu injeções de enantato de testosterona, enquanto a outra parte dos atletas recebeu placebo. 

Os pesquisadores responsáveis pela avaliação não sabiam quem havia recebido o quê. Apesar da melhora na performance dos esportistas, foram constados efeitos colaterais.

Os especialistas verificaram a redução de 20% das células NK, um tipo de glóbulo branco do sangue que é fundamental para o sistema imunológico. Outra mudança foi a perda de sensibilidade no trato com outras pessoas.

Os efeitos colaterais do uso de anabolizantes não são os mesmo em homens e mulheres
Alguns dos efeitos colaterais estão presentes tanto em homens quanto em mulheres nos homens, os efeitos físicos mais comuns incluem: 

  • aumento de acne (espinhas) no corpo
  • aumento do volume das mamas (chamado de ginecomastia)
  • esterilidade 
  • atrofiamento dos testículos 
  • perda da capacidade de ter ereção 
  • aumento dos níveis de colesterol conseqüentemente aumentando os risco de desenvolvimento de doenças cardíacas. 

E entre os efeitos psicológicos encontram-se: 
  • agressividade 
  • irritabilidade 
  • humor instável (ora bem humorado, ora mau humorado) 
  • insônia 
  • paranóia e ansiedade

As mulheres, por sua vez, naturalmente apresentam uma grande quantidade de um hormônio chamado “estrógeno”, responsável pelas formas corporal feminina, timbre de voz e ciclo hormonal / reprodutivo. 

Apenas uma pequena quantidade do hormônio masculino “testosterona” está presente no corpo feminino. 
Assim, o uso de anabolizantes por mulheres, carreta num desequilíbrio hormonal favorecendo o aparecimento de características que seriam exclusivamente masculinas. 

Entre os efeitos colaterais observados nas mulheres estão: 
  • engrossamento do timbre da voz 
  • distúrbios nos ciclos menstruais ou ausência da menstruação 
  • crescimento excessivo de pelos (no rosto, costas e tórax) 
  • masculinização das características faciais 


Mas a extensão destas características masculinas sobre a mulher, depende muito de, cada mulher, do tipo de anabolizantes que foi usado, em que quantidade e por quanto tempo.

Na mulher há também aumento do clitóris, voz grossa e diminuição dos seios.

Quando param de tomar a droga, tornam-se deprimidos e violentos, podem surgir ainda, confusão mental e esquecimentos.

Categoria dos esteróides anabolizantes

São três as categorias dos esteróides anabolizantes:
  • Estrógenos
  • Andrógenos
  • Cortisona
Estrógenos (Hormônio Feminino): São produzidos no ovário e é o responsável de produzir os caracteres sexuais femininos.

Andrógenos (Hormônio Masculino): São produzidos nos testículos e responsáveis pela produção de características sexuais masculinas.
Esses dois hormônios são produzidos em ambos os sexos havendo apenas uma predominância dos estrógenos nas mulheres e andrógenos nos homens.

Cortisona: É produzida pelos dois sexos, e tem efeito analgésico e anti-inflamatório 
 

Cuidado!  ESTERÓIDES ANABOLIZANTES SÃO MEDICAMENTOS , PORTANTO NUNCA DEVEM SER INGERIDOS SEM PRESCRIÇÃO MÉDICA!

Conclusão:

O uso crescente de anabolizantes artificiais com fins estéticos nos nos Estados Unidos é classificada como uma "Epidemia silenciosa". Pesquisas recentes mostram que 7% dos estudantes colegiais americanos já foram ou são usuários de anabolizantes e que 9% dos que frequentam academia os consomem regularmente. É a droga mais encontrada nos exames antidoping feitos pelo Comitê Olímpico Internacional. 
Se você deseja Mesmo Ficar Forte, mais sem perder a saúde CLIQUE AQUI !