terça-feira, 16 de julho de 2013

Como Emagrecer

Como Emagrecer - Dietas "Milagrosas" 

Geralmente conhecemos algumas pessoas, sejam amigas, vizinhas ou familiares, que já seguiram dietas que prometem uma redução de peso muito grande num espaço de tempo muito pequeno.

A esperança de eliminar peso rapidamente leva essas pessoas a seguirem receitas dessas dietas tão exóticas quanto perigosas ou, até mesmo, fazem restrições alimentares por conta própria. 

Além disso, a cada dia surge uma infinidade de dietas mágicas, com a promessa de que em curto prazo trazem o corpo perfeito.

O efeito sanfona (emagrece-engorda) rouba elasticidade da pele, tornando-a flácida e propensa a estrias. 
Contudo, essas dietas não trazem nenhuma solução para o problema do excesso de peso.

Essas dietas, geralmente, fazem alguma restrição em nutrientes, como carboidratos, proteínas, que são essenciais à saúde e ao bem-estar do corpo humano. Por exemplo:

O carboidrato não deve ser restrito totalmente da alimentação. 

Ele fornece energia para as atividades do organismo e do sistema nervoso, além de ser responsável pela sensação de saciedade, impedindo que você consuma alimentos mais calóricos;

Uma dieta restrita em proteínas gera uma deficiência na síntese dos tecidos do organismo. 
A função das proteínas no organismo é: 
- de permitir o crescimento e reparo dos tecidos;
-  a restrição de gorduras na alimentação gera um aumento excessivo no consumo de carboidratos que, quando não são metabolizados pelo organismo se depositam no organismo na forma de gordura.

Para emagrecer com saúde é importante manter uma alimentação variada, contendo todos os nutrientes, cada um em sua porção adequada, e passar pelo que chamamos de reeducação alimentar. 

Cada grupo de alimentos tem seu número de calorias determinado, podendo ser distribuído seguindo a recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde) que determina as quantidades de: carboidratos (50-60% do valor calórico total - VCT), proteínas (10-15% do VCT), gorduras (20-25% do VCT).

Carboidratos: frutas, legumes, pães, batata, macarrão, bolacha, farinhas;
Proteínas: feijão, soja, ervilha, carnes, ovos, leites e seus derivados;
Gorduras: manteigas, azeites, creme de leite, frituras em geral.

Quando você sentir necessidade ou perceber que está preste a adotar qualquer dessas dietas, fique atento! 

Procure um nutricionista para que ele possa elaborar uma alimentação de acordo com suas necessidades.